Telefones Celulares

Android, tablets, smartphones, app e jogos para celular!

O que é uma ROM de um celular? Para que serve?

Com a evolução constante dos celulares, sua semelhança com PCs torna-se cada vez mais próxima. Mesmo o celular mais despretensioso tem tanto ROM quanto RAM em sua construção. No entanto, um telefone reúne ambos tipos de memória de maneira diferente do que em um PC. Suas necessidades de longo prazo de memória são diferentes, e ele usa mais ROM que a RAM.

Memória de Dados

Um computador de mesa ou portátil possui vários tipos de memória. Ele usam a memória RAM para os documentos e programas abertos, a ROM para programas internos, discos rígidos para armazenamento geral e o DVD-ROM para armazenamento removível. Um telefone celular, em comparação, não tem disco rígido ou DVD-ROM, dependendo inteiramente a sua memória RAM e ROM para a armazenagem de dados.

RAM

A memória RAM é rápida, movendo e lendo os dados a uma taxa de milhões de caracteres por segundo. Também é barata e pode ser lida e escrito um número ilimitado de vezes. Quando você desligar a alimentação de energia, no entanto, a memória RAM perde seus dados, impossibilitando que você os utilize para armazenamento de longo prazo. A memória RAM funciona como uma folha de rascunho, mantendo programas, os resultados intermediários e outros dados a curto prazo. Modelos de smartphones como o iPhone 4 e o Galaxy S tem 512 MB de RAM. Um PC típico a partir de 2011 tem de 1GB até 4GB de RAM. A diferença entre os PCs desktop e os dispositivos móveis esta diminuindo, já que em 2007, um smartphone típico tinha 64 MB de RAM.

A importância da memória ROM e da memória RAM

Na memória ROM, temos programas e o sistema operacional instalados. Já na memória RAM, estão os programas que são utilizados no momento. (Foto: pocketpccentral.net)

ROM

Ao contrário da memória RAM, a ROM mantém seus dados mesmo sem energia, por isso serve como armazenamento de longo prazo para um smartphone. Porém, ela tem uma capacidade limitada para aceitar dados novos. Os chips ROM mais antigos, produzido pela primeira vez em 1965, recebiam a sua programação na fábrica, e era permanente. As novas gerações de ROM prontamente recebem novas programações, principalmente nas atualizações do sistema operacional.

Flash

Um novo tipo de memória, conhecida como flash, diminui a distinção entre memória RAM e ROM. Como a memória ROM, a memória flash mantém seus dados quando a energia é desligada. Você pode substituir dados milhões de vezes na memória flash. Ainda não tanto quanto em uma memória RAM, mas mais do que em uma ROM tradicional. Com a melhoria da tecnologia, chips flash são capazes de rivalizar com discos rígidos. A memória Flash oferece capacidades de armazenamento de mais de 30 GB para celulares, permitindo que você salve bibliotecas de música, filmes e muitos outros conteúdos

Agora, tome muito cuidado ao instalar um novo software na memória ROM de seu celular. Siga as instruções corretamente ou você poderá corromper as informações da memória ROM ao ponto de inutilizá-la, sendo muito difícil a recuperação de seu celular.

Para aqueles que tem o iPhone da Apple ou um Windows Phone, a ROM, ou seja, o sistema operacional, é apenas e somente um. Para quem tem um celular Android, existem muitas opções de ROMs customizadas, desde modificações feitas pela operadora de telefonia ou pela própria fabricante do celular. A mais famosa ROM de Android na internet é a CyanogenMod, uma modificação feita por uma comunidade de desenvolvedores e que disponibiliza aperfeiçoamentos no sistema operacional de vários aparelhos Android no mercado. Quem interessar, pode acessar o site neste link. Para outras ROMs modificadas, você pode acessar o site do XDA Developers, uma comunidade de desenvolvedores que também trabalha com a modificação e o aperfeiçoamento dos ROMs.

Categorias:

Comente e participe !

Links patrocinados

Links patrocinados

X
Dicas de celular por email !