A-GPS e GPS são diferentes auxílios à navegação onde ambos usam as informações dos satélites para determinar a sua localização exata na Terra.

GPS significa Sistema de Posicionamento Global (Global Positioning System). Um dispositivo de GPS se comunica com quatro ou mais satélites para determinar as suas coordenadas localização exatas em latitude e longitude em qualquer lugar da Terra através de triangulação. Ele funciona em qualquer clima, desde que o aparelho tem uma linha clara de visão para os satélites.

A-GPS significa Sistema de Posicionamento Global Assistido (Assisted Global Positioning System). Enquanto ele trabalha com os mesmos princípios que GPS, a diferença aqui é que ele obtém as informações dos satélites usando os recursos de rede da sua provedora de serviços de telefone nas torres. Vamos entender estes sistemas um pouco mais a fundo.

Como funcionam os satélites GPS?

Satélites GPS circundam a terra duas vezes por dia em uma órbita. Estes satélites enviam continuamente informação para a terra através de ondas de rádio. As mensagens transmitidas pelos satélites incluem: (a) o tempo que a mensagem foi transmitida, (b) as informações sobre a órbita e (c) as órbitas de todos os satélites, assim como a “saúde” e qualidade de cada um deles. Os receptores GPS usam esses sinais, calculando o tempo em que os sinais foram enviados pelos satélites e o tempo em que foram recebidos na Terra. Uma vez que o receptor de GPS conhece a posição de pelo menos quatro satélites e o tempo de transmissão de cada um, ele é capaz de reconhecer a sua própria localização. Este método de computação é chamado de triangulação.

Pode demorar de 3 segundos a alguns minutos para obter o sinal, dependendo da localização e da quantidade de interferência. Interferências podem ser por causa do terreno ou número de edifícios, folhagem, inconsistências atmosféricas etc. Isso resultaria em sinais refletindo e tendo vários caminhos possíveis a seguirem.

Diferenças entre GPS e A GPS

Ambos os tipos de GPS usam os mesmos satélites. A diferença está exclusivamente em como eles se comunicam com estes satélites para identificar sua localização. (Foto: blog.gpstrackerdevice.com)

A diferença do dispositivo A-GPS para o GPS normal

No caso de um dispositivo A-GPS, eles usam os servidores existentes, como por exemplo uma torre de redes móvel (antenas de celulares) e bases (servidores) para obter as informações dos satélites constantemente. Uma vez que esses servidores estão continuamente enviando e recebendo informações dos satélites, não há atraso em demorar a conhecer a órbita e a localização exata dos satélites. Em outras palavras, o tempo para o recebimento dos dados é muito mais rápido que um GPS normal, já que os dados já estão armazenados nos servidores.

Estes servidores têm bom poder de computação para que eles possam analisar os sinais fragmentados recebidos do receptor GPS e aqueles recebidos diretamente do satélite para corrigir erros. Boa parte dos cálculos e computação é feita então antes dos dados chegarem ao seu aparelho receptor com A-GPS. Seu aparelho então tem que apenas fazer alguns cálculos de triangulação com as antenas de redes móveis já existentes e que tem os dados dos satélites GPS armazenados e daí então, ele te proporciona sua posição exata ou aproximada também se conectando a satélites já existentes.

Já um aparelho GPS “puro” vai demorar um pouco mais para “travar” sua posição, terá de possuir um tamanho físico maior para armazenar mais espaço para uma bateria e terá de ter uma maior capacidade computacional que um aparelho com A-GPS, pois ele terá de fazer todos os cálculos sozinho. Já existem aparelhos com ambos os sistemas, mas um A-GPS geralmente demandará que você tenha um plano de dados móvel com alguma operadora de telefonia celular. Existem até aparelhos com o chamado S-GPS, que habilita um aparelho a receber tanto dados, quanto voz, quanto informações dos satélites GPS ao mesmo tempo, aumentando a sensibilidade e melhorando o encontro da sua localização exata.

Desempenho e custo

A-GPS é mais rápido em encontrar a localização GPS e dá uma informação mais precisa localização. Enquanto não há nenhum custo adicional envolvido no uso de dispositivos de GPS, A-GPS tem um custo adicional envolvido, pois utiliza os serviços e recursos de uma operadora de telefonia móvel. Alguns modelos A-GPS tem a capacidade de ligar-se a satélites GPS diretamente no caso do servidor de assistência não estiver disponível ou se estiverem fora da área de cobertura da rede celular, mas os dispositivos de GPS não podem se conectar em uma rede celular.

Vale aqui pegar um aparelho que pode funcionar dos dois jeitos, uma vez que não são todos os lugares no mundo que vão ter acesso a uma rede de celulares, além de também não ser necessário ficar conectando à rede de dados constantemente. Vale dizer que dispositivos GPS exclusivos tem muito mais precisão do que os A-GPS, mas são também mais caros.

Para efetividade de custo e economia de bateria, todos os os smartphones fabricados atualmente utilizam algum tipo de assistência pelas antenas, servidores e torres das redes de telefonia móvel. O GPS que estes aparelhos possui consegue cálculos muito bons, mas são dependentes da rede móvel e não funcionam sozinhos.

Exemplos de uso

Entendo ambos os sistemas, dá para saber que o A-GPS foi feito para dispositivos como celulares e tablets. Já para carros, aviões, barcos, navios, esportistas radicais, o GPS é muito mais confiável e usável, pois além da precisão, ele pode ser usado a qualquer momento.

E o GLONASS?

Você já deve ter se deparado com o termo GLONASS para alguns aparelhos, principalmente os modelos da SAMSUNG. O GLONASS, para quem não sabe, é basicamente o GPS russo. É um investimento dos nossos amigos das terras frias para se tornarem menos dependentes do sistema GPS norte americano. A China também tem um sistema parecido em implementação, assim como alguns outros países, incluindo o Brasil nessa lista. A conectividade continua da mesma forma: assistida, usando dados das redes móveis, ou independente, com todos os cálculos feitos pelo dispositivo que acessa os satélites.

Considerações finais

Precisamos dizer que não dá para confiar apenas no GPS do seu aparelho celular para feitos mais aventureiros, como uma caminhada na floresta. Mas ele serve muito bem para o dia a dia, e a rapidez com que ele se conecta à rede faz dele um grande utilitário para nos ajudar a encontrar nosso caminho certo quando usamos os programas apropriados. Além disso, você está economizando dinheiro e muita bateria com a ajuda das antenas e servidores de sua rede móvel. Para isso, você irá pagar um certo valor pela rede de dados, mas que gera uma economia no valor final do seu aparelho, que seria muito mais caro se tivesse um GPS independente, além de que ele seria um trambolho de grande tamanho.

Alguns aparelhos hoje conseguem funcionar independente do acesso à rede móvel. Porém, você perceberá que ele demora mais para encontrar a localização e vai gastar mais da bateria para isso. Se você quer usar o tipo de GPS de seu aparelho como critério para a compra de um celular, vale pesquisar em sites com a ficha técnica do aparelho completa, principalmente na Wikipédia, para saber se o sistema te atende. Reviews e avaliações dos usuários também são ótimas formas de avaliar o GPS de alguns aparelhos.

Sabemos que este foi um longo artigo. Esperamos ter solucionado todas as dúvidas de nossos leitores aqui. Se restaram dúvidas, usem o espaço de comentários abaixo para perguntar. Estamos aqui para ajudar!

2 comentários para “Diferença entre GPS e A-GPS – Explicação com exemplos!”

  1. Claudionor Teixeira Pereira

    Boa noite! como ativar o GPS no celular smartifhone? Tem que pagar alguma taxa? Ou é grátis? Muito obrigado.

    Responder
    • Equipe Telefones Celulares

      Claudionor, o ativamento é feito pelo aparelho mesmo. Utilizar como GPS para te levar a algum local pode ter custo de internet 3G.

      Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)