Galaxy S III ou iPhone 5?

Escrito na categoria "Comparação de smartphones e celulares" por André M. Coelho.

Como comentamos no último artigo, onde levantamos a questão sobre se há real necessidade de trocar de smartphone a cada lançamento do mercado, muitas destas trocas e aquisições são motivadas por um simples fator: ostentação.

Para algumas pessoas é um motivo suficiente para aguardar por horas na fila de um novo lançamento ou pagar preços altíssimos pelo mais novo aparelho. Independente dos motivos que levam os consumidores a agir desta maneira, o fato é que no momento existem dois lançamentos que dividem as preferências dos loucos por tecnologia: o último lançamento da Samsung, o Galaxy SIII e a mais recente inovação da Apple, o iPhone 5, que chegou ao mercado ainda neste mês.

Estes dois lançamentos, vindos de marcas altamente conceituadas e inegavelmente contendo o mais inovador em termos de smartphone no momento, deixam os consumidores confusos na hora de escolher seu aparelho. Pensando nisso, podemos pegar alguns aspectos principais que espera-se que um smartphone tenha e comparar como estes aspectos se apresentam em cada um dos aparelhos. Veja só:

Apple ou Samsung?

Os dois maiores nomes em tecnologia de smartphones são até bastante diferentes

Bom, como vocês já terão percebido, o Galaxy SIII é uma opção (tecnologicamente dizendo) muito mais interessante que o iPhone 5, especialmente quando o preço de ambos fica na mesma faixa de R$1.600,00 a R$2.000,00.

E você, qual dos dois aparelhos acha que sai ganhando na preferência dos compradores? Deixe sua opinião nos comentários e não deixe de contar quais os motivos que fazem você gostar mais de um e menos de outro aparelho.

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Quando André entrou na faculdade em 2004, notebooks eram ainda muito caros. Para anotar as informações, buscou opções, encontrando no Palm Zire 72 um aparelho para ajudá-lo a registrar informações das aulas. Depois, trocou por um modelo de celular com teclado, Qtek quando o 2G e o 3G ainda engatinhavam no Brasil. Usou o conhecimento adquirido na pesquisa de diferentes modelos para prestar consultoria em tecnologia a diversas empresas que se adaptavam para o mundo digital. André passou ainda por um Samsung Omnia, um Galaxy Note II, e hoje continua um entusiasta de smartphones, compartilhando neste site tudo que aprendeu.

Deixe um comentário