Estamos chegando a um momento divisor de águas. De acordo com boatos, a Microsoft está se planejando para oferecer uma versão Linux do Office em 2014.

É evidente que o Office, como software proprietário, não vai recuperar o brilho de seus anos de glória da empresa. O programa da Microsoft, apesar da concorrência, reina absoluto em qualidade e funcionalidades para seus usuários. Não seria uma má ideia criar uma versão para usuários de Linux, uma vez que eles também podem usufruir bem de tal produto.

Assim fazendo, a Microsoft estaria fechando um mercado bem mais amplo, uma vez que já oferece o MS Office para os dois principais sistemas operacionais do mercado, o Windows e o OSX.

Há também boatos de que o MS Office possa chegar a dispositivos Android. O sistema operacional de celulares e tablets, como você já deve saber, é um sistema operacional baseado em Linux, o que significa que ao fazer uma versão para este sistema operacional, um monte de trabalho de portabilidade já terá sido feito e só pedirá algumas adaptações para o uso no Android.

Novidades da Microsoft

Seria muito legal ver da parte da Microsoft esta iniciativa se tornar realidade. Por enquanto, ficamos com programas alternativos. (Foto: blog.chinavasion.com)

Apesar do Linux ter código aberto e ser visto ainda como uma plataforma voltada para entusiastas, as empresas tem mesmo se voltado para expandir seu mercado para usuários de Linux. Temos o exemplo da Steam, a maior loja online de jogos no mundo, que abriu uma versão para Linux e está disponibilizando vários jogos para os usuários do sistema.

Não podemos dizer que essa portabilidade é uma certeza, mas seria uma jogada de mestre da Microsoft. Hoje, quem tem Linux precisa fazer algumas gambiarras para usar o Office, ter um computador com Windows ou buscar outras opções no mercado.

Já a versão para Android, seria uma forma da Microsoft conter os concorrentes na plataforma, uma vez que já existem muitos aplicativos que podem editar e visualizar documentos e planilhas na plataforma.

Não podemos afirmar com 100% de certeza que é este o caminho que a Microsoft irá seguir. Porém, é um caminho lógico para a empresa, que precisa inovar um pouco mais na área móvel para recuperar o mercado perdido para a concorrência. Resta esperar um pouco e aguardar por novidades no caso.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)