Quem já experimentou um telefone chinês ou de marca genérica com um mínimo de expectativa de durabilidade pode ter ficando muito decepcionado. Um dos principais motivos além do preço que leva alguém a comprar um aparelho chinês genérico é a possibilidade de usar 2 chips. Antes esta era uma funcionalidade quase exclusiva dos MP15, MP20 e outros aparelhos do tipo.

Depois veio o Nokia C2-00 com 2 chips e agora um Android, o Motorola Fire. Você não precisa mais passar raiva usando um adaptador dual SIM que irá drenar rapidamente a bateria.

O Motorola Fire vem nas cores preta e branca com a versão 2.3 do Android (Gingerbread). Ele tem teclado QWERT e uma tela até generosa, de 2.8 polegadas. De acordo com a Motorola a bateria de 1400mAh tem durabilidade de até 7 horas em conversação e há também uma câmera razoável de 3MP. Aceita também cartão de memória de até 32GB, tem rádio FM RDS, Wi-Fi, GPS e aGPS.

A maior vantagem do aparelho é aceitar 2 chips ao mesmo tempo, especialmente no Brasil onde o preço exorbitante e a péssima qualidade da telefonia lhe obrigam a ter 2 linhas no mesmo aparelho.

Telefone Android dual chip

Dual SIM Card Motorola Fire

Em comparação com outros aparelhos dual SIM, o Motorola Fire já sai ganhando por tem um sistema operacional atual e recente. No Android 2.3 é possível usar o seu telefone como um roteador 3G. Você recebe o sinal do 3G e distribui para outros dispositivos através da rede Wi-Fi. Isto é extremamente útil em viagens e para usar internet em um notebook ou netbook que não tenha 3G. Você pode ter apenas 1 chip com 3G mas usar a internet em vários dispositivos com ele. Se a idéia é economizar nas contas tendo 2 chips de planos diferentes, porque não economizar também compartilhando a conexão 3G?

O vídeo do lançamento do Motorola Fire mostra mais detalhes e funções do aparelho.

Gostou? Então troque agora o seu aparelho chinês por um Android dual chip e faça parta da estatística de 700 mil novos Androids ativados a cada dia!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)