4 coisas a fazer após ter um telefone roubado! Cuidado!

Escrito na categoria "Dúvidas de aparelhos e apps" por André M. Coelho.

Assim que você ter seu aparelho roubado ou perdido, alguns procedimentos são importantes de serem tomados. Nossas dicas supõe que você já tenha ligado para o número, entrado em contato com amigos e parentes para saber sobre seu aparelho e verificado por toda sua casa, bolsos, bolsas, malas e mochilas antes de começar.

Tentando recuperar o seu telefone

Você pode ser capaz de simplesmente encontrar um celular que foi roubado, e não ter a necessidade de comprar um novo. Sites de rastreamento permitem que você use um computador para rastrear a localização de um telefone baseado no software do Sistema de Posicionamento Global (GPS) e hardware no dispositivo. Muitos destes serviços requerem o download de um aplicativo (app) para o telefone antes que ele possa ser rastreado, no entanto.

Você também pode usar a Internet para ver se alguém tem informações sobre o seu telefone em falta. Alguns sites permitem que você registre o número de identificação do seu telefone e alertá-lo se alguém relata que o encontrou. Se o seu telefone está configurado para compartilhar automaticamente fotos ou outras informações online, você pode ser capaz de ver onde o seu telefone está sendo usado e rastreá-lo dessa forma.

Muitas dos sistemas operacionais já incluem de fábrica aplicativos para recuperar seu aparelho com facilidade. Portanto, antes de ter seu aparelho roubado, garanta a segurança configurando o seu aparelho para a localização remota. Anote todas as informações importantes de localização antes de seguir para o próximo passo.

Cuidados com o roubo de celular

A parte mais importante após perder ou ter seu celular roubado é manter a calma para tentar recuperar o aparelho. (Foto: www.sellcell.com)

Entre em contato com a polícia e a operadora

Se o seu celular for roubado, você deve entrar em contato com a operadora para suspender a sua conta para que outras pessoas não possam fazer chamadas ou enviar textos SMS e avisar a polícia. Uma vez feito isso, você pode determinar a melhor forma de substituir o telefone. Se você tem seguro para seu aparelho, obter um novo geralmente é bastante simples e relativamente barato. Diferentes tipos de telefones, como o pré-pago ou de planos controle, devem ser substituídos de forma que seja mais simples e menos caro. Muitas vezes, isso configura-se por apenas comprar um novo.

Faça um boletim de ocorrência, seja online ou mesmo em um posto policial, de forma a garantir que se a pessoa fizer qualquer coisa com seu aparelho, o prejuízo acabe no seu bolso.

Lógico, você pode dar a sorte de conseguir recuperar seu aparelho, mas não contaria muito com isso. Apenas e somente contaria com essa possibilidade se você ter instalado um aplicativo de rastreamento para localizar o aparelho.

Desative sua conta, bloqueie seu aparelho e apague seus dados remotamente

É uma boa ideia fazer isso o mais rápido possível, uma vez que as pessoas podem começar imediatamente a fazer chamadas não autorizadas com ele. Para evitar que a pessoa use seus dados do aparelho, procure online o serviço ao qual seu smartphone estava vinculado. Um exemplo é o iCloud, para aparelhos com iOS, e a conta Google para aparelhos com Android. Ambos tem opções para apagar dados remotamente e até para bloqueio do aparelho. Se você não os configurou antes para estas ferramentas de segurança, pode ser que não consiga usar essa ferramenta.

A operadora e a polícia podem precisar o número de identificação do seu telefone, que pode ser chamado de ESN, MEID, ou IMEI, dependendo do tipo de telefone. Este número pode ser encontrado na etiqueta sob a bateria ou, em alguns casos, do lado de fora da caixa em que o telefone veio originalmente. Infelizmente, se o seu celular for roubado, você pode não ser capaz de obter este número, assim é uma ideia muito boa anotar antes que qualquer coisa aconteça.

Quando você compra o aparelho diretamente de uma operadora, é possível pedir o bloqueio do aparelho pelo número IMEI. Faça isso o quanto antes e tente até para aparelhos comprados fora da operadora, pois em alguns casos, é possível o bloqueio remoto destes.

http://youtu.be/XDxy3LIquM0

Substitua seu contrato de telefonia

Se você não consegue encontrar o seu aparelho roubado, então você precisa pegar um novo e tê-lo ligado ao seu serviço. Você pode ter que gastar dinheiro para substituir o telefone. Empresas de telefonia móvel frequentemente oferecem descontos especiais para novos clientes, incluindo telefones gratuitos. Quem tem um seguro, pode ter o valor total ou parcial do aparelho coberto.

Não se esqueça que se você está mudando de operadora, a portabilidade é possível e você pode manter o mesmo número de celular na nova operadora. Basta escolher e sem custo extra algum, fazer a transferência do seu número, mesmo que seja um pré-pago.

Depois de substituir o seu telefone e seu plano: recupere dados e garanta sua segurança

Configure o aparelho, conectando sua conta e ativando as ferramentas de segurança para recuperação, caso perca o mesmo ou o tenha roubado. Recupere os dados do seu aparelho através de um backup feito previamente ou faça tudo manualmente, não esquecendo de fazer a configuração de seu aparelho para fazer backups automáticos e que a perda de dados não aconteça novamente.

Uma vez que você tem um substituto, que é uma boa ideia criar algumas medidas de segurança para fazer mais provável que você vai ser capaz de proteger suas informações e recuperar um telefone mais facilmente no futuro. Configure uma senha para bloquear o telefone para que ninguém mais possa usá-lo. Alguns telefones também permitem que você crie uma senha para o cartão SIM ou outro dispositivo de memória no telefone, o que impede um ladrão de tomar o cartão e usá-lo em outro telefone.

Aplicativos de segurança também estão disponíveis para impedir o acesso não autorizado aos seus dados, assim como os aplicativos de GPS para ajudar você a encontrar o seu telefone se ele desaparecer novamente.

Acha que esquecemos alguma etapa? Você faria mais alguma coisa? Compartilhe conosco nos comentários abaixo!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Quando André entrou na faculdade em 2004, notebooks eram ainda muito caros. Para anotar as informações, buscou opções, encontrando no Palm Zire 72 um aparelho para ajudá-lo a registrar informações das aulas. Depois, trocou por um modelo de celular com teclado, Qtek quando o 2G e o 3G ainda engatinhavam no Brasil. Usou o conhecimento adquirido na pesquisa de diferentes modelos para prestar consultoria em tecnologia a diversas empresas que se adaptavam para o mundo digital. André passou ainda por um Samsung Omnia, um Galaxy Note II, e hoje continua um entusiasta de smartphones, compartilhando neste site tudo que aprendeu.

Deixe um comentário