Quero recuperar meu WhatsApp: como fazer?

Escrito na categoria "Dúvidas de aparelhos e apps" por André M. Coelho.

Perder um smartphone hoje em dia é nada menos que um pesadelo. Afinal, muitos de nossos dados e a maioria das contas (incluindo de bancos), carteiras digitais, fotos, bate-papos, e-mails e muito mais estão nestes dispositivos compactos. Perder o telefone significa perder não apenas o dispositivo, mas também muitos desses dados.

No entanto, no caso de você encontrar tal infelicidade há muito que precisa ser feito. Uma delas é também garantir que nenhum estranho acabe usando sua conta do WhatsApp. Como se tornou uma das ferramentas mais importantes de comunicação para a maioria de nós. E agora, torna-se ainda mais importante garantir que sua conta do WhatsApp não chegue às mãos erradas.

Como recuperar meu WhatsApp?

Veja um guia passo a passo que você precisa seguir caso o smartphone seja perdido ou roubado para proteger sua conta do WhatsApp.

A primeira coisa a fazer neste caso é bloquear seu cartão SIM ligando para seu provedor de serviços móveis. Depois de ter feito isso, não será possível autenticar a conta naquele aparelho. Isso ocorre porque é necessário receber um SMS ou telefonema para certificar a conta associada ao seu número. E, como o SIM será desativado, a pessoa que estiver em posse do dispositivo não poderá usá-lo.

Depois de obter o seu SIM bloqueado, agora você pode ativar seu WhatsApp em um aparelho diferente. A maneira mais rápida de fazer isso é usar um cartão SIM com o mesmo número. Lembre-se, o WhatsApp pode ser ativado apenas em um dispositivo por vez em um número de telefone.

Outra opção é enviar um email para a equipe do WhatsApp. Caso você escolha esta opção, inclua a frase “Perdido/roubado: Desativar minha conta” no corpo do e-mail, juntamente com o seu número de telefone. Dê estes detalhes com o código do seu país. Além disso, lembre-se de escrever o seu número exatamente como você salvou no seu smartphone.

WhatsApp

Recupere seu número do WhatsApp perdido e evite problemas. (Foto: Apowersoft)

Mais uma coisa a notar aqui é que o WhatsApp também pode ser operado usando Wi-Fi, mesmo que o cartão SIM não esteja presente dentro do aparelho, portanto, é necessário entrar em contato com a equipe do WhatsApp e desativar sua conta. Como também não é possível desabilitar o WhatsApp de qualquer outro dispositivo. O WhatsApp não consegue encontrar o local do aparelho perdido. Os usuários tem uma janela de 30 dias para reativar essa conta. Depois de um mês, a conta será completamente apagada. Caso seus contatos lhe enviem mensagens durante esse período, eles permanecerão pendentes, mas serão apagados após 30 dias.

Se você fez backup de seus bate-papos usando o Google Drive, o iCloud ou qualquer outra solução de nuvem antes que seu telefone desaparecesse, talvez seja possível restaurar seu histórico de bate-papo.

Resgatar o WhatsApp

Lembre-se que você precisará ir até sua operadora para obter um chip novo com o mesmo número que você tinha antes antes de fazer o processo de recuperação do seu número. Depois disso, não deve demorar muito para conseguir recuperar o seu WhatsApp seguindo os passos acima, inclusive recuperando seu backup de mensagens.

Restaurar o WhatsApp

Depois que você colocar o novo chip no seu aparelho e instalar o app do WhatsApp, você deve entrar com seus dados e informações. Se o app detectar um backup, ele vai começar a restaurar seus chats, e basta ir seguindo às instruções na tela para poder fazer essa restauração e esperar ela ser completa para usar seu dispositivo.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Quando André entrou na faculdade em 2004, notebooks eram ainda muito caros. Para anotar as informações, buscou opções, encontrando no Palm Zire 72 um aparelho para ajudá-lo a registrar informações das aulas. Depois, trocou por um modelo de celular com teclado, Qtek quando o 2G e o 3G ainda engatinhavam no Brasil. Usou o conhecimento adquirido na pesquisa de diferentes modelos para prestar consultoria em tecnologia a diversas empresas que se adaptavam para o mundo digital. André passou ainda por um Samsung Omnia, um Galaxy Note II, e hoje continua um entusiasta de smartphones, compartilhando neste site tudo que aprendeu.

Deixe um comentário