Como bloquear conteúdo impróprio no celular?

Escrito na categoria "Dúvidas de aparelhos e apps" por André M. Coelho.

Se você for comprar um smartphone ou tablet para crianças ou seus funcionários usarem, com certeza vai querer colocar algum tipo de controle contra conteúdos impróprios no celular. Redes sociais e bate papo, geralmente, não carregam muitos riscos, apesar de ser necessário algum nível de monitoramento. O cuidado tem que ser no monitoramento para conteúdos impróprios, como sites adultos ou com imagens fortes e chocantes demais.

Para exercer esse controle necessário de segurança, aplicativos e configurações dos próprios dispositivos podem ser bem úteis, e funcionarem perfeitamente para a tarefa.

Bloquear conteúdo impróprio no Android e iOS com aplicativos

Para bloquear conteúdo impróprio no Android e iOS através de aplicativos, é possível encontrar ótimas opções pesquisando por antivírus e aplicativos de remoção de malware. Esses aplicativos disponibilizam o controle de navegação, limitando também os sites aos quais os usuários dos dispositivos terão acesso.

Nesses aplicativos você vai encontrar a opção de navegação segura, controle parental e histórico de navegação. Vá para as configurações de controles parentais. Será necessário que você crie uma conta, com senha, para pode começar a bloquear os sites de conteúdo adulto no dispositivo. Os aplicativos tem uma lista de sites salvos: basta adicioná-los a sua lista de bloqueio e pronto. Apenas com sua senha poderá essa lista ser alterada.

Vale lembrar que alguns desses aplicativos possibilitam que você gerencie o acesso e bloqueio aos sites remotamente. Quanto mais completo, melhor. Alguns desses aplicativos são pagos, mas se são muito bem avaliados, podem valer o preço.

Como fazer o controle de conteúdo impróprio em celulares e tablets

Com o controle parental, é possível bloquear o conteúdo adulto impróprio e impedir que seus filhos ou outras pessoas os acessem a partir de alguns dispositivos. (Foto: thecybersafetylady.com.au)

Controle dos pais para celular: Android e iOS

Tanto a Apple quanto o Google tornam possível o controle parental a partir de seus próprios dispositivos.

No Android, abra a Play Store e vá no menu do aplicativo (o ícone com três linhas). Vá em Configurações -> Controle dos pais. Selecione o controle dos pais como ativado, e crie uma senha PIN que é necessária para alterar as configurações de controle dos pais. Escolha os filtros que quer usar para o controle: apps, jogos, filmes, programas de TV, e escolha o nível de maturidade mais alto de conteúdo que você deseja permitir para a compra ou download. Apenas o dispositivo onde o controle está sendo configurado terá o conteúdo bloqueado. Para mais de um usuário no mesmo dispositivo, você tem que fazer essa mesma configuração em cada conta.

No iOS, acesse Ajustes e toque na opção Geral. Escolha a opção Restrições e toque em ativar restrições. Defina uma senha para poder administrar o controle sobre os aplicativos do iOS.

Bloqueando o conteúdo impróprio da melhor forma possível

Para a melhor combinação de segurança para seus filhos ou para impedir que seus funcionários acessem conteúdo impróprio em dispositivos da empresa, use um aplicativo antivírus com controle parental e o controle parental nativo do sistema operacional do seu aparelho. Dessa forma, mesmo que uma das proteções não funcione, outra ainda estará ativa para impedir o acesso ao conteúdo impróprio.

Uma forma ainda mais segura, principalmente se o dispositivo só for usado em redes sem fio, é configurar o modem WiFi para bloquear o conteúdo impróprio automaticamente. Essa configuração é bem fácil de ser feita em modelos mais modernos, com apenas alguns cliques a partir de um computador, mas pode exigir algum conhecimento técnico para modems e roteadores mais antigos.

Não se esqueça de testar se o controle parental funcionou, testando o acesso ao conteúdo impróprio a partir do dispositivo.

Você conseguiu configurar seu dispositivo para bloquear o conteúdo impróprio? Teve algum problema? Alguma configuração não funcionou?

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Quando André entrou na faculdade em 2004, notebooks eram ainda muito caros. Para anotar as informações, buscou opções, encontrando no Palm Zire 72 um aparelho para ajudá-lo a registrar informações das aulas. Depois, trocou por um modelo de celular com teclado, Qtek quando o 2G e o 3G ainda engatinhavam no Brasil. Usou o conhecimento adquirido na pesquisa de diferentes modelos para prestar consultoria em tecnologia a diversas empresas que se adaptavam para o mundo digital. André passou ainda por um Samsung Omnia, um Galaxy Note II, e hoje continua um entusiasta de smartphones, compartilhando neste site tudo que aprendeu.

Deixe um comentário