Escolher uma operadora de celular é tão importante quanto a escolha de um telefone. A operadora de telefonia oferece a rede que faz seu aparelho funcionar. E já que você provavelmente vai acabar pagando uma quantia saudável para esse privilégio, não há nenhuma vantagem em escolher uma operadora que vá te dar mais dores de cabeça do que vantagens.

Felizmente, estamos aqui para ajudar a guiá-lo através do processo de decisão, com regras básicas para você escolher sua operadora independente de onde você mora no Brasil.

A área de cobertura é chave

Você não pode fazer muito em seu telefone sem um sinal. Por isso, certifique-se de que você pode obter cobertura nos lugares em que você vai precisar usar seu aparelho. Isso significa olhar para além de slogans das operadoras e mapas de cobertura (embora este último ser um bom lugar para começar), fazendo sua própria investigação.

Em toda a seriedade, a melhor maneira de avaliar a cobertura na sua área é perguntar aos seus vizinhos

Veja qual é a operadora que eles usam, e pergunte se eles estão satisfeitos. Você ainda pode pedir o telefone de um amigo e usá-lo em casa e no seu local de trabalho para ver se você vai ter a recepção que você precisa. Claro, é um método muito científico, mas a experiência pessoal é realmente a melhor ferramenta.

Basta lembrar que nenhuma rede das operadoras de telefonia é perfeita

Existem lacunas, mesmo em áreas urbanas, e a recepção pode variar de acordo com a sua localização exata. Por exemplo, o sinal da operadora não pode penetrar profundamente em edifícios e áreas subterrâneas, e vai variar de acordo com quantas pessoas estão usando uma rede em um determinado momento. Pense sobre o quão difícil é para obter um sinal em um grande evento público, por exemplo.

Outro ponto a considerar é se a operadora utiliza GSM ou CDMA

GSM é a tecnologia global dominante e é usada em quase todos os países ao redor do mundo. Então, se você quer levar o telefone em suas viagens, verifique se ele suporta GSM. Embora forte na América do Norte, CDMA está presente em apenas um punhado de países fora dos Estados Unidos. Se o seu telefone é CDMA, a sua cobertura internacional será limitada. Felizmente, os aparelhos que suportam ambas as tecnologias são amplamente disponíveis. Telefones GSM também são mais fáceis de desbloquear, o que significa que você pode levá-los para uma operadora CDMA, desde que o dispositivo escolhido suporta as bandas de celular necessárias. Observação importante é que o CDMA no Brasil está sendo completamente substituído pelo GSM, sendo uma grande desvantagem optar por esta tecnologia hoje em dia.

Qualidade do sinal das operadoras de telefonia

Não adianta nada pagar barato em um plano se a empresa de telefonia não tem um sinal de boa qualidade. (Foto: divulgação)

Velocidade da rede da operadora

Fazer chamadas é apenas uma coisa que você vai fazer no seu telefone. Se você é como um monte de donos de smartphones, pode ser a última coisa que você faça. É por isso que você também precisa avaliar cuidadosamente as redes de dados. As redes de dados permitem que o seu aparelho acesse a Internet, envie e-mails, receba músicas e vídeos, e baixe os aplicativos que se tornaram tão populares.

A maioria das operadoras brasileiras usam redes 3G e 2G. Algumas já adotaram a rede de dados 4G LTE e a expansão deve ser significativa nos próximos anos. Assim como com a rede de voz, a cobertura de dados de uma operadora irá variar muito pela área. Se você quiser LTE, saiba qual operadora tem cobertura 4G e quão rápida ela é. E, assim como com as chamadas, certifique-se que você tentou rede de dados da operadora antes de se comprometer a uma linha/plano/contrato com ela. Vale lembrar que a cobertura 3G ainda não é plena no Brasil, e avaliar a expansão dessa cobertura junto com a expansão da 4G são necessidades básicas para quem quer escolher uma boa operadora.

Como bônus, pesquise se as operadoras oferecem pontos de conexão Wi-Fi gratuitos para seus clientes nos lugares onde você mais usará seu aparelho. Assim, você pode usar a internet sem ter que gastar seu plano de dados para isso.

Planos e pacotes de serviços das operadoras

Após a cobertura, o seu plano de serviço é o componente mais central de sua experiência com uma operadora. Eles determinam quanto tempo você tem que ficar com uma operadora, a quantidade de dados que você vai conseguir, a velocidade de acesso e o preço que você vai pagar a cada mês. Certifique-se de obter o que você precisa, mas não gaste demais, também. E lembre-se que os impostos e taxas mensais irão adicionar mais consideráveis quantias na sua conta final.

Planos que requerem um contrato de fidelidade por no mínimo um ano são o modelo de serviço dominante, mas isso está mudando. A assinatura de um contrato dá direito a um desconto pesado em um telefone novo, embora a desvantagem seja que você vai continuar a pagar pelo dispositivo no preço do plano.

Com um plano pré-pago, você vai ter que pagar o preço cheio por um aparelho no momento da compra, mas você vai ser capaz de acabar com o serviço de suporte a qualquer momento que quiser. Como você verá em um momento, existem operadoras que fazem até planos híbridos, dando descontos para aparelhos em planos pré-pagos. Aqui, novamente, basta pensar cuidadosamente sobre o que é certo para você.

Planos controle estão caindo em desuso, embora você ainda encontre alguns desses modelos em algumas operadoras. É melhor, hoje em dia, usar um plano pré-pago do que o controle.

Cobertura das operadoras no Brasil

Um mapa de cobertura de celular das operadoras é ótimo para que você possa encontrar a que tenha a abrangência que você precisa. (Foto: www.telecomhall.com)

Embora o preço de um plano seja importante, considere também os minutos disponíveis para ligações e o preço de ligações fora destes minutos. Algumas operadoras oferecem descontos e preços diferenciados quando em ligações com aparelhos na mesma operadora. Algumas delas oferecem pacotes de dados ilimitados, enquanto outras os restringem a uma certa quantidade cada mês ou uma considerável queda na velocidade do pacote de dados quando o limite é alcançado.

Ainda por cima, verifique se quando você passar o seu limite de dados há cobrança de taxas extras, pois elas podem ser bem mais caras do que você imagina. Alternativamente, se você está buscando um serviço para uma família ou grupo de amigos, planos compartilhados reunirão voz e dados para serem usados em vários dispositivos, sendo que quase uma obrigatoriedade a não cobrança por dados extras ou dados ilimitados.

Um telefone a um bom preço

Se o seu coração está definido em um telefone especial que está disponível a um desconto incrível na sua operadora, então você pode ter ignorado os pontos anteriores inteiramente. Mas se você ainda tem que decidir qual aparelho você deve comprar, não assuma que você pode conseguir o mesmo dispositivo em todas as operadoras. A seleção varia muito, por isso vale a pena pensar sobre qual o tipo de telefone que você gostaria e qual operadora oferece o aparelho pelo menor preço.

No Brasil, a prática de subsidiar o preço de um smartphone é comum, mas os preços dos aparelhos são bem mais caros do que quando comprados no exterior ou em lojas de eletrônicos independentes, sem exclusividade com uma operadora específica. Um exemplo bom desse caso são os iPhones, que saem mais baratos quando comprados no exterior, incluso o preço da passagem de ida e volta e estadia de três dias lá fora.

Como as operadoras são obrigadas a desbloquear os aparelhos, fica então a cargo da sua pesquisa escolher se comprar o smartphone através de um plano subsidiado vale a pena ou se é preferível comprá-lo separado e escolher um plano mais barato.

Serviço de Atendimento ao Consumidor

Infelizmente, não há como prever isso. Para todos que tem uma história de horror com uma operadora, provavelmente há muitas outras que não tiveram problema. Além disso, embora a qualidade do atendimento tenha melhorado, não há garantias de que você será bem atendido e não terá problemas. Então tudo que você pode fazer é fazer a sua escolha, esperar o melhor, e ser seu próprio advogado, se você não está satisfeito.

Para te ajudar na pesquisa, sites agregadores de reclamações e o próprio Procon da sua cidade/região podem ajudar com informações sobre as operadoras que mais dão problemas. Geralmente, uma mesma operadora pode ser péssima em uma região e excelente em outra. Essa pesquisa vai te ajudar a filtrar essas informações.

Tem sugestões de operadoras? Qual a melhor na sua região?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)