O termo 4G refere-se a quarta geração da tecnologia de rede de telefonia celular, sucedendo o padrão anterior de terceira geração, o 3G. É comumente usado como um termo de marketing por prestadores de serviços de rede de telefonia celular para descrever próximas melhorias para a rede celular existente.

Padrão Oficial

Em outubro de 2010, o órgão de Normalização das Telecomunicações da União Internacional de Telecomunicações, estabeleceu o padrão para a tecnologia 4G. De acordo com a ITU, a rede 4G deve ser capaz de entregar uma velocidade de download máxima de 100 megabits por segundo (Mbps) para aplicações altamente móveis, como telefones celulares e tablets, e ser capaz de atingir até 1 gigabit por segundo (Gbps), em um ambiente de acesso wireless local.

Características projetadas e Uso

Redes 4G serão mais rápidas do que as redes 3G atuais, que têm uma velocidade de download superior de 1 Mbps em condições ideais de rede. Uma característica-chave de uma rede 4G é uma transferência de dados sem costura enquanto um dispositivo se move de uma rede para outra, eliminando ligações e pacotes interrompidos durante downloads. Isso permitirá que aplicações expandidas, como assistir TV de alta definição a partir de um dispositivo móvel, além de atualizações em tempo real do sistema de navegação.

Marketing e reais candidatos à tecnologia 4G

O termo 4G tem sido usado principalmente como um termo de marketing, com duas tecnologias na vanguarda: Worldwide Interoperability for Microwave Access (WiMAX) e 3GPP Long Term Evolution (LTE). A UIT considera as tecnologias 3GPP LTE e WiMAX como candidatos ao 4G.

4G no Brasil

Ao comprar um celular 4G, verifique se a frequência da conexão 4G dele funciona no Brasil. (Foto: www.profissionaisti.com.br)

High Speed ​​Packet Access (HSPA +) é outra tecnologia que é comumente comercializada como 4G. Embora considerada um predecessor 4G, a ITU não considera HSPA + como um candidato para 4G.

O 4G no Brasil

Para utilizar uma tecnologia sem fio em um país, é necessária que uma certa frequência de ondas esteja disponível. Quanto menor a frequência, menor é a quantidade de antenas necessárias para propagar o sinal.

No Brasil, a frequência do 4G irá funcionar na banda entre 2.500 MHz a 2.690 MHz. No futuro, a faixa de 700 MHz, atualmente destinada à TV analógica, provavelmente também será usada pelas redes 4G. E a tecnologia a ser usada aqui será o LTE.

Como saber se o 4G do meu celular funcionará no Brasil?

Já existe uma infinidade de aparelhos no mercado com acesso às redes 4G LTE. Para que um dispositivo tenha acesso à rede 4G, o chip LTE tem que ser capaz de acessar a frequência disponível no Brasil, que é de 2.500 MHz. No site GSMArena é possível verificar as frequências de acesso de alguns aparelhos, de acordo com o modelo.

O mais recomendado é que você busque comprar aparelhos no Brasil, homologados pela Anatel, que obrigatoriamente tem o 4G LTE com acesso à frequência disponível no Brasil.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)