A tecnologia avança rápido e nos presenteia quase que diariamente com novos termos e conceitos. Um deles que já não é tão recente assim é o Ultrabook, marca registrada da Intel.

Um ultrabook é uma categoria de computadores portáteis criados para preencher o espaço entre os teblets e os notebooks de alto desempenho. Eles tem desempenho muito superioroes aos tablets e portabilidade melhor que os notebooks de alto desemepenho.

Os primeiros ultrabooks foram criados pela Intel em 2011, em partes como resposta ao sucesso do MacBook Air, bem fino mas não muito muito potente que um netbook.

As especificações típicas de um ultrabook são:

  • menos de 2 centímetros de espessura
  • processador Intel de alta performance e baixa tensão das famílias Sandy Bridge ou Ivy Bridge
  • Discos rápidos de estado sólido
  • Capacidade de ligar ou voltar da hibernação de forma instantânea
  • Preço em torno de 1000 dólares.

Obviamente tais especificações são muito susceptíveis à evolução tencológica e não durarão para sempre. Ultrabooks são algumas vezes confundidos com Netbooks. Em comparação, os ultrabooks usam processadores mais potentes, discos mais rápidos e mais memória RAM, além de terem uma tela maior que a dos netbooks.

Com a futura transição dos processadores Intel para a família Hawell que é do estilo SoC (System on a Chip), a tendência é que os preços caiam até pela metade.

Ultrabook

Por fora é um notebook ultra fino

Mas compensa ter um ultrabook? Os preços de 1000 dólares certamente são lá fora e quando chegam aqui no Brasil o preço mais que dobra. Por enquanto (fev 2012) é prejuízo pensar em comprar um ultrabook no Brasil visto que já existem notebooks com preços bem em conta. Talvez no futuro quando os ultrabooks se popularizarem por aqui será possível realmente encontrá-los por preços equivalentes aos 1000 dólares iniciais ou menos.

 

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)