Um vício é quando a coisa que você está viciado começa a controlar sua vida e interfere com suas atividades diárias, trabalho e relacionamentos. A definição clássica de um alcoólatra é alguém que acorda para um copo de vodka em vez de uma xícara de café. Mas, com o crescimento da tecnologia, os sinais de dependência podem também ser encontrados em outros locais para além do fundo de um copo, na forma de telefones celulares.

Se você encontrar-se a verificar o seu telefone como a primeira coisa na manhã, antes mesmo de sair da cama, você pode ser um viciado. Se você envia mensagens de texto enquanto dirige, verifica seu telefone em vez de trabalhar em um trabalho importante ou verifica o Facebook durante um jantar romântico, o telefone com certeza está a interferir com a sua vida e você é um viciado. Então o que você pode fazer para deixar de ser viciado em celular?

Os primeiros 30 minutos do seu dia

Se você encontrar-se acordando de manhã apertando o check-in do seu telefone antes mesmo de sair da cama, este é um problema sério. Os primeiros 30 minutos ao acordar devem ser dedicados à criação de um bom começo para o seu dia. Isso significa sair da cama, refrescar-se, ter 5 minutos para meditar e esticar e preparar um café da manhã saudável. Comece o seu dia fazendo coisas positivas, saudáveis ​​para construir a sua fortaleza interior para enfrentar o dia de trabalho ao invés de ver quantos vídeos novos você recebeu no WhatsApp.

Criar zonas de horário sem telefone

A verdade da questão é que ter um telefone celular por perto no trabalho é comum e às vezes até necessário. Se o tocar do seu telefone é relacionada ao trabalho ou não (o alerta telefone específico é raramente relacionado com o trabalho atual em mãos), se você está constantemente se distraindo com o seu telefone ao sair, você não vai manter o foco sobre o trabalho na frente de você, diminuindo a produtividade. Por isso, defendo a criação de uma zona de horário sem telefone. Isso significa que por pelo menos 2 horas de seu dia (quando você está mais produtivo e o trabalho acontece) você fecha o seu telefone e fica totalmente dedicado ao trabalho na frente de você.

Vício em celulares perigoso

O vício em celulares pode custar sua vida. Portanto, cuide para acabar com ele o quanto antes. (Foto: recultured.com)

Desligue o telefone quando você entrar no carro

Assim como em um avião você está convidado a desligar seus aparelhos eletrônicos e celulares (apesar de isto estar mudando), esta deveria ser a lei da estrada. É impossível para a sua mente estar em dois lugares ao mesmo tempo. É uma lei da física: duas coisas não podem ocupar o mesmo espaço ao mesmo tempo e se a sua mente e os olhos estão em seu telefone, eles não estão na estrada. Dirigir é um daqueles lugares onde você não quer mexer com o telefone. Às vezes ouço a desculpa “Bem, eu preciso do meu telefone para as direções, o meu GPS está nele. Para que eu digo: o que as pessoas faziam há cinco anos? Você cuidadosamente traçava sua rota antes de sair de casa ou você iria puxar para o lado da estrada enquanto você olhava para um mapa. A mesma regra deve ser aplicada hoje. Ao dirigir, desligue o seu telefone e deixe-o bem longe para que você não seja nem mesmo tentado a olhar para ele. A sua vida e as vidas de outras pessoas estão em jogo.

Viva no mundo real!

Quando você está com uma vida pessoa real compartilhando uma conversa, uma refeição ou uma xícara de café, elas são uma forma de vida real. Uma pessoa real ali mesmo na frente de você se envolver. Você está me dizendo que seus amigos virtuais e conversas de texto virtuais são mais importantes do que a pessoa da vida real na frente de você? Não só isso é a coisa mais rude do planeta, mas ela quebra as amizades e pode arruinar relacionamentos. Mesmo que você diga a um amigo “Oh, eu só preciso verificar isso no celular”, Eles podem responder “Ah, OK…”. Mas a verdade é que não é OK. O que você está dizendo é que a mensagem virtual é mais importante do que eles. Eles tomaram o tempo fora de sua movimentada vida para se encontrar com você e partilhar o tempo de vida real com você. Ao virar a sua atenção para longe deles você está inevitavelmente dizendo “Você não é tão importante”. É realmente uma doença e estamos tão viciados em nossos telefones que ignoramos as pessoas que estamos a sair com pessoas virtuais do Facebook, Twitter e mensagens de texto. Vamos lá gente, é hora de cair na real.

Não perca o sono por conta de seu aparelho celular

Se você encontrar-se até tarde da noite jogando em seu telefone, assistindo vídeos, Facebook ou trocando mensagens de texto, você está perdendo o sono precioso sobre seu vício. O momento que você parar de colocar energia em cuidar de suas necessidades básicas e despejar o seu tempo e energia em seu telefone, você está permitindo que o telefone dite a sua saúde e bem -estar. Se você se pegar neste cenário, o meu conselho é desligar o seu telefone uma hora antes da hora de dormir para garantir que a sua última hora é gasta de uma forma significativa e que você vá para a cama na hora de começar o dia seguinte de novo. O telefone não é algo pelo qual vale a pena perder o sono.

Assumindo a responsabilidade pelo vício

Agora é a sua vez. Você encontra-se em um desses cenários? Qual é o seu plano de ação para garantir que o seu telefone não esteja ditando a sua vida? Por favor, compartilhe nos comentários abaixo e vamos inspirar uns aos outros a viver uma vida mais saudável, mais feliz, mais significativa por não apenas ficarmos dependentes de um telefone.

17 comentários para “Como deixar de ser viciado em celular?”

  1. Kamylla

    Não me considero uma viciada, mas já perdi horas de sono conversando em grupos sociais.

    Responder
  2. Robson

    Tenho esse problema em casa, a característica clássica de um viciado é que ele nunca assume o vício…

    Responder
  3. Ludy

    Acredito que estou viciado, pois acordo pensando em ligar a internet para visualizar as novas mensagens. A vida é breve, não podemos perder tempo assim, com exagero.

    Responder
    • Equipe Telefones Celulares

      Dê o primeiro passo e saia do vício antes que seja tarde.

      Responder
  4. Matheus

    Identifico-me com todos os aspectos citados, exceto quanto a usar o telefone ao dirigir e em encontros. Meu maior problema é o sono à noite, em que passo muito tempo para conseguir dormir.

    Responder
  5. Alenita

    Oi gostaria de uma ajuda pois meu marido tem todos os aspectos de um viciado gostaria de dicas para mudar isso pois o seu vício está atrapalhando nosso casamento.

    Responder
    • Equipe Telefones Celulares

      Alenita, vale a pena começar uma terapia de casal e o terapeuta mostrar isso pra ele.

      Responder
  6. Paulo

    Boa noite,
    Tive sérios problemas com whatsapp desinstalei há uma semana, porém, o vício no celular e forte ainda, Preciso voltar logo ao mundo real, pois meu relacionamento está muito prejudicado por conta disso.

    Responder
    • Equipe Telefones Celulares

      Vá com calma Paulo, e procure ajuda de um psicólogo. Lembre-se que você não está sozinho nessa luta.

      Responder
  7. Rosymaria

    Estou perdendo noites de sono por causa do vício… Não consigo parar! Agra mesmo enquanto escrevo este comentario, já são 05:34 e eu ainda não dormi nem 1 min.

    Responder
    • Equipe Telefones Celulares

      Rosy, já procurou ajuda de um psicólogo? É Importante nessas horas procurar um profisisonal para te ajudar.

      Responder
  8. Ednaldo

    Mesmo problema que a rosymaria, e eu fico maluco se não consigo acompanhar, são milhares de mensagens, eu tento me afastar mas gosto muito deles e tbm não tenho amigos na vida real, não consigo dormir porque fico pensando nisso

    Responder
    • Equipe Telefones Celulares

      Ednaldo, busque auxílio profissional. O quanto antes você procurar essa ajuda, melhor.

      Responder
  9. Nana

    Eu não sei o que fazer, preciso estudar o celular toca, eu desligo mas fico maluca querendo ver as mensagens não sei mais o que fazer e o problema é o whats, já tentei desinstalar, mas não adianta.

    Responder
    • Equipe Telefones Celulares

      Nana, procure ajuda profissional. Coloque o celular em modo avião. O quanto antes você procurar ajuda, melhor para o tratamento.

      Responder
  10. Cintia Sena

    Lendo esse artigo me identifiquei com todos os pontos abordados e posso dizer que ainda mais que isso.
    Sou uma pessoa extremamente viciada em telefone, acho que pelo excesso de informação.
    Eu não necessariamente trabalho com o celular, mas a minha rotina corrida, requer que eu o use com frequência para resolver as coisas.
    Espero poder tentar diminuir o uso, sabendo que isso vem me prejudicando em todos os aspectos da minha vida.

    Responder
  11. Ana Vitoria

    Bom eu só muinto viciada e esse site me ajudo bastante

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)