Se você tem um telefone ou tablet Android com uma pequena quantidade de armazenamento, você provavelmente continuará desinstalando aplicativos para abrir espaço para outros. Mas há uma maneira de expandir o armazenamento de um dispositivo Android se ele tiver um slot para cartão SD.

Por padrão, os aplicativos Android são instalados no armazenamento interno do seu telefone, o que pode ser bastante pequeno. Se você tiver um cartão SD, você pode configurá-lo como o local de instalação padrão para alguns aplicativos, assim, liberando espaço para mais aplicativos do que você poderia ter instalado. Você também pode mover quase qualquer aplicativo atualmente instalado para o cartão SD.

Existem algumas maneiras diferentes de fazer isso e o que você usa depende da sua versão do Android e quais aplicativos você deseja mover. Algumas versões do Android permitem que você “adote” seu cartão SD como armazenamento interno, instalando automaticamente aplicativos permitidos no cartão SD (não recomendamos essa técnica, e falaremos mais sobre isso abaixo). Alguns dispositivos podem permitir que você mova aplicativos manualmente, mas somente se o desenvolvedor o permitir. Se você quer mais flexibilidade do que qualquer uma dessas opções, pode fazer o root no seu telefone e usar aplicativos para que isso aconteça. Vamos detalhar os métodos neste artigo.

Antes de começar, devemos notar: executar um aplicativo a partir do seu cartão SD quase sem dúvida será mais lento do que executá-lo do armazenamento interno, então use isso somente se você tiver absolutamente que fazer, e se você puder, tente usá-lo para aplicativos que não requerem muita velocidade para funcionar bem.

Passar aplicativos para o cartão de memória usando seu cartão SD como armazenamento interno

Tradicionalmente, os cartões SD em dispositivos Android foram usados ​​como armazenamento portátil. Isso significa que você pode armazenar arquivos como vídeos, músicas e fotos para usar em seu dispositivo e conectar o cartão SD no seu computador para transferir arquivos. Quando usado como armazenamento portátil, um cartão SD pode ser removido sem afetar a funcionalidade do dispositivo.

No entanto, certas versões do Android permitem que você adote seu cartão SD como armazenamento interno, essencialmente fazendo o cartão SD parte integrante do armazenamento interno no dispositivo. A adoção do seu cartão SD como armazenamento interno irá instalar novos aplicativos no seu cartão SD por padrão, se o desenvolvedor do aplicativo o permitir. Você pode mover o aplicativo de volta ao armazenamento interno mais tarde, se desejar.

Além disso, quando você adotar seu cartão SD como armazenamento interno, você não pode remover o cartão SD do dispositivo sem afetar a funcionalidade do seu dispositivo e o cartão SD não é utilizável em nenhum outro dispositivo, incluindo o seu PC. O cartão SD é formatado como uma unidade EXT4 local, criptografada usando criptografia AES de 128 bits e montada como parte do sistema. Depois de adotar um cartão SD em um dispositivo Android, ele só funcionará com esse dispositivo. E por isso, principalmente, não recomendamos que você essa técnica a não ser que queira ter um cartão SD que só possa ser usado com um dispositivo. Lembrando que se o dispositivo estragar ou você formatar o dispositivo, você irá perder seu cartão SD junto ao dispositivo..

Certifique-se de fazer backup dos dados no seu cartão SD no seu computador antes de adotar seu cartão SD como armazenamento interno. O processo de adoção apagará todos os dados no cartão SD. Você pode colocar os dados de volta no cartão SD depois de ter sido adotado como armazenamento interno, mas, para isso, você deve conectar o próprio dispositivo Android ao seu computador para transferir os dados. Você não pode remover o cartão SD do dispositivo e conectá-lo diretamente ao seu PC para transferir arquivos.

Se você estiver usando o cartão SD como armazenamento portátil e você transferiu alguns aplicativos para o cartão SD, você deve mover esses aplicativos de volta ao armazenamento interno antes de adotar seu cartão SD como armazenamento interno. Se você não fizer isso, esses aplicativos serão apagados e precisarão ser instalados novamente.

Ao adotar um cartão SD como armazenamento interno, você quer se certificar de que está usando um cartão SD rápido. Procure por Classe 10 e UHS ao comprar um novo cartão SD. Se o cartão SD for um cartão SD menos caro e mais lento, irá diminuir a velocidade das suas aplicações e dispositivos. Se você vai dedicar o cartão SD ao dispositivo, adotando-o como armazenamento interno, é melhor gastar um pouco de dinheiro extra para um cartão mais rápido. O Android testará a velocidade do cartão SD durante o processo de adoção e avisará se é muito lento e afetará negativamente o desempenho do seu dispositivo.

Como usar esse método?

Insira o cartão SD no seu dispositivo. Você deve ver uma notificação dizendo que um novo cartão SD foi detectado. Toque em “Configurar”. Se você não vir esta notificação, abra o aplicativo Configurações do Android, vá para “Armazenamento e USB” e clique no botão de menu para “Formatar como interno”.

Uma tela exibe o que lhe permite escolher se deseja configurar o cartão SD como armazenamento portátil ou armazenamento interno. Toque em “Usar como armazenamento interno” e depois toque em “Avançar”.

Uma mensagem mostra o aviso de que após o cartão SD ser formatado como armazenamento interno, ele só funcionará nesse dispositivo. Também é aconselhável fazer backup dos dados no cartão. Quando estiver pronto para continuar a adotar o cartão SD como armazenamento interno, toque em “Apagar e formatar”.

Se ainda houver aplicativos instalados no cartão SD que você esqueceu de voltar para o armazenamento interno, o dispositivo exibirá um aviso de que as aplicações serão apagadas. Para ver quais aplicativos ainda estão instalados no cartão SD, toque em “Ver Apps”. Se não interessa que as aplicações sejam apagadas, toque em “Apagar”.

Transferindo apps para o cartão SD

Transfira seus apps para o cartão SD e libere espaço no armazenamento interno do seu dispositivo Android. (Foto: TechSmash)

O Android irá formatar e criptografar seu cartão SD. Uma vez que o processo de formatação esteja pronto, você será perguntado se deseja mover dados atualmente no armazenamento interno do dispositivo para o cartão SD. Este passo moverá suas fotos, arquivos e alguns aplicativos para o cartão SD. Para migrar os dados para o cartão SD agora, toque em “Mover agora”. Isso seleciona o cartão SD como o local de armazenamento preferido para todos os aplicativos e bancos de dados. Se ainda não quiser migrar seus dados, toque em “Mover mais tarde”. O armazenamento interno continua a ser o armazenamento preferido para todo o conteúdo.

Se você escolher “Mover mais tarde”, pode migrar os dados mais tarde, indo para Configurações> Armazenamento e USB. Toque na unidade de cartão SD, depois toque no botão de menu e selecione “Migrar dados”.

Quando o processo estiver concluído, uma mensagem mostra o que diz que seu cartão SD está funcionando. Toque em “Concluído”.

Uma vez que o seu cartão SD tenha sido formatado como armazenamento interno, tanto o armazenamento interno do seu dispositivo quanto o seu cartão SD adotado aparecem na tela de armazenamento do dispositivo quando você acessa Configurações -> Armazenamento.

Toque em um dos itens em Dispositivo de armazenamento na tela de Armazenamento no aplicativo Configurações permite que você veja informações de uso sobre esse local de armazenamento.

De agora em diante, quando você instala um aplicativo, o Android decidirá de forma inteligente onde colocá-lo com base nas recomendações do desenvolvedor.

Você pode mover manualmente aplicativos entre o armazenamento interno e o cartão SD, mas isso não é recomendado e pode causar conseqüências não intencionais em alguns dispositivos. Se você deve fazer isso, vá para Configurações -> Armazenamento e USB. Selecione o armazenamento atualmente contendo o aplicativo que deseja mover, seja interno ou cartão SD, e toque em “Aplicativos”. Selecione o aplicativo que deseja mover da lista e toque o botão “Alterar”.

Não é necessário especificar onde armazenar conteúdo para cada aplicativo. Por padrão, os aplicativos sempre armazenam seu conteúdo no local de armazenamento preferido.

Se você quiser apenas guardar fotos, filmes e músicas em seu cartão SD, usar o cartão SD como armazenamento portátil é uma opção melhor para você. No entanto, se você tiver um dispositivo com um slot para cartão SD que tenha um armazenamento interno limitado, esta é uma solução fácil para expandir a capacidade de armazenamento interna do seu dispositivo.

Como mover aplicativos para o cartão SD manualmente?

Você ainda pode mover alguns aplicativos para o cartão SD, desde que seu dispositivo suporte essa transferência. Além disso, esta opção só está disponível para alguns aplicativos, quando o desenvolvedor do aplicativo deve considerá-los móveis para que eles sejam movidos. Então, dependendo dos aplicativos que deseja mover, isso pode ou não ser muito útil para você. Este procedimento difere ligeiramente, dependendo se você estiver usando um dispositivo Android com uma versão padrão ou um dispositivo com uma versão personalizada do Android.

Como usar esse método?

Para mover um aplicativo para o cartão SD, abra as configurações do seu dispositivo. Em um dispositivo Android, deslize uma vez para acessar o painel de notificações e novamente para acessar o painel Configurações rápidas. Em seguida, toque o ícone “Configurações” no canto superior direito do painel Configurações rápidas. Em qualquer dispositivo Android, você também pode abrir o menu de aplicativos e tocar no ícone “Configurações”.

Para abrir o Gerenciador de Aplicativos em um dispositivo Android, toque em “Aplicativos” na seção Dispositivo da tela Configurações. Percorra a lista de aplicativos e toque no aplicativo que deseja mover para o cartão SD. Você pode percorrer sua própria lista de aplicativos e optar por mover um aplicativo que está ocupando uma quantidade significativa de espaço em seu dispositivo.

Se o aplicativo selecionado não puder ser movido para o cartão SD, o “Mover para o cartão SD” ficará em cinza e parecerá o botão “Forçar Parada” na imagem. Se o botão “Mover para o cartão SD” não estiver acinzentado, no entanto, você pode mover o aplicativo para o cartão SD. Toque no botão para começar a movê-lo.

Enquanto o aplicativo está sendo movido, o botão “Mover para o cartão SD” torna-se acinzentado e exibe a mensagem “Movendo…”.

Quando o processo for concluído, o botão “Mover para cartão SD” torna-se “Mover para o armazenamento do dispositivo” e você pode usar esse botão para mover o aplicativo para o armazenamento interno, se você decidir. Certos apps podem ajudar a gerenciar os aplicativos que estão na memória interna ou no SD, basta baixá-los da Play Store.

Mover apps para o cartão SD com root e particionamento do cartão

Infelizmente, o Android só pode mover aplicativos para o cartão SD se o desenvolvedor do aplicativo o permitir. Se você quiser mover aplicativos não aprovados, você pode, mas você precisará rootear seu telefone. Então, se você não fez isso, faça isso primeiro e depois volte para esse guia. Em seguida, siga as etapas abaixo, e você deve ter algum espaço extra em seu cartão SD para aplicativos.

Primeiro passo: particione seu cartão SD

Antes de particionar seu cartão SD, certifique-se de fazer backup de todos os dados em seu cartão SD. Este procedimento de particionamento apagará tudo no cartão. Desligue o seu dispositivo Android, remova o cartão SD, insira-o em um leitor de cartão SD no seu PC e copie os arquivos para o seu PC. Uma vez que seus dados sejam copiados, deixe o cartão SD em seu PC para o processo de particionamento.

Para começar, baixe e instale um programa de particionamento de armazenamento no seu PC e, em seguida, inicie o programa. O processo de uso é bem semelhante em todos eles. Clique em “Iniciar Programa”.

Na janela principal do programa, você notará vários discos listados. O(s) disco(s) rígido(s) no seu PC estão listados primeiro, seguido pelo cartão SD. Selecione o disco para sua unidade SD. Tenha muito cuidado ao selecionar o disco do cartão SD, pois você não deseja apagar acidentalmente nenhuma das suas outras unidades.

Vamos excluir a partição atual no cartão SD. Este é o ponto em que todos os dados no cartão SD serão apagados. Então, novamente, certifique-se de ter feito backup de seus dados antes de continuar com esse processo. Clique com o botão direito do mouse na partição do cartão SD e selecione “Excluir” no menu que aparece.

Agora, é hora de particionar a unidade para o dispositivo Android. A primeira partição será usada para dados. Clique com o botão direito do mouse sobre o que é agora a partição não atribuída no seu cartão SD e selecione “Criar” no menu pop-up.

Criar partições em um cartão SD para que você possa instalar aplicativos em um dispositivo Android é diferente de particionar uma unidade para um PC. Para que isso funcione, você deve definir ambas as partições no cartão SD como “Primárias”. Então, na caixa de diálogo “Criar Nova Partição”, selecione “Primário” na lista suspensa e “Criar como”. Em seguida, você precisa definir o tipo de sistema de arquivos para a partição de dados. Selecione “FAT32” na lista suspensa “Sistema de arquivos”.

Você não precisa atribuir um nome para a partição mas pode escolher um que goste..

Por padrão, o tamanho desta partição é o tamanho disponível do cartão SD. Precisamos redimensioná-lo para para acomodar a segunda partição. A primeira é a partição de dados, você quase certamente deseja ampliá-la em relação à segunda partição de “aplicativos”. Mas faça a divisão como te agradar.

Depois de concluir a configuração da partição de dados, clique em “OK”. O espaço restante no cartão SD está listado como não alocado abaixo da partição de dados que você acabou de criar. Agora, você precisa definir a segunda partição para os aplicativos. Clique com o botão direito do mouse na segunda partição não alocada e selecione “Criar”.

Você receberá uma caixa de diálogo informando que a nova partição não funcionará no Windows. O Windows só pode reconhecer a primeira partição em um disco removível. No entanto, uma vez que não estamos usando este cartão SD em um PC com Windows, podemos continuar a criar a segunda partição. Clique em “Sim”.

Como mencionamos anteriormente, ambas as partições devem ser definidas como “Primárias”, então selecione “Primário” na lista suspensa “Criar como”. Para a partição de aplicativos, o “Sistema de arquivos” precisa ser “Ext2”, “Ext3” ou “Ext4”. Se você não tem certeza qual deles selecionar, comece com “Ext3” ou “Ext4”. Você pode alterar o “Sistema de arquivos” se sua seleção não funcionar.

Digite um nome para a partição, se desejado, e clique em “OK”. Você não precisa alterar o tamanho da partição. O espaço restante no cartão SD é usado automaticamente para a segunda partição. No entanto, as mudanças ainda não são definitivas. Para finalizar as partições, clique em “Aplicar” na barra de ferramentas.

Uma caixa de diálogo de confirmação é exibida certificando-se de querer aplicar as alterações. Clique em “Sim” para aplicar as alterações. A caixa de diálogo “Aplicar Operação Pendente(s)” mostra o progresso das operações.

Quando todas as alterações foram aplicadas, a caixa de diálogo de sucesso dor exibida. Clique em OK”.

Selecione “Sair” no menu “Geral” para fechar o programa

Antes de remover o cartão SD do seu PC, você pode copiar todos os arquivos para o cartão SD que você deseja disponível no seu dispositivo Android. Não se preocupe com o Windows manipulando as duas partições. Ele só verá a partição “FAT32”, ou de dados, onde você deseja colocar seus arquivos de qualquer maneira.

Segundo Passo: baixe e instale um programa como o Link2SD

Agora que você tenha um cartão SD adequadamente particionado, insira-o novamente em seu dispositivo Android e inicialize o dispositivo. Procure “Link2SD” ou outros apps de transferência para o cartão SD na Play Store e instale-o. Uma vez instalado o aplicativo, toque no ícone que aparece na tela inicial ou toque no menu de “Aplicativos” e comece a partir daí.

Se você rooteou seu dispositivo usando o nosso guia, você terá o SuperSU instalado no seu dispositivo e você verá a seguinte caixa de diálogo pedindo que você conceda acesso total ao Link2SD ou o app que tenha instalado. Toque em “Conceder” para autorizar.

A caixa de diálogo a seguir exibe a primeira vez que você abre o Link2SD, pedindo que você selecione o sistema de arquivos usado na segunda partição do seu cartão SD. Não selecione FAT32/FAT16. Esse é o sistema de arquivos que você usou para a primeira partição, para os dados. Você usou “ext2”, “ext3” ou “ext4”, então selecione a opção apropriada para sua segunda partição. Toque em “OK”.

Se as coisas estiverem funcionando corretamente, você verá a caixa de diálogo “Reiniciar seu dispositivo”. Toque em “Reiniciar Dispositivo”.

Se você conseguir um erro de script de montagem, você provavelmente escolheu o tipo de sistema de arquivo “ext” errado ao criar a segunda partição. Feche o app, desligue o dispositivo, remova o cartão SD e volte ao seu PC. Abra o programa de particionamento novamente, exclua a segunda partição e crie-a novamente, desta vez usando a outra configuração (provavelmente “Ext3” ou “Ext4”) que você não usou antes. Percorra os passos novamente até chegar a este ponto e você deve obter a caixa de diálogo “Reiniciar seu dispositivo”. Se você não vê a caixa de diálogo para selecionar o sistema de arquivos da segunda partição do seu cartão SD, você pode desinstalar o app e reinstalá-lo. Isso deve redefinir o aplicativo.

Depois que seu dispositivo for reiniciado, abra o app novamente. Você não deve ver nenhuma exibição da caixa de diálogo. Em vez disso, você deve ver uma lista de aplicativos e algumas opções na parte superior da tela do aplicativo. Se assim for, você instalou e configurou o app com sucesso.

Terceiro passo (opcional): altere o local de instalação padrão para seus aplicativos

Se você quiser instalar automaticamente novas aplicações no cartão SD em vez do armazenamento interno, recomendamos fazer isso agora. Para fazer isso, toque o botão de menu (três pontos verticais) no canto superior direito da tela. Toque em “Configurações” no menu pop-up.

Na seção “Auto link”, toque na caixa de seleção “Auto link” e, em seguida, toque em “Configurações de link automático”. Verifique se as três primeiras caixas de seleção estão todas selecionadas. A última caixa de seleção, “Link dados internos”, não pode ser ativada na versão gratuita dos apps, geralmente. Assim, os arquivos de dados para aplicativos instalados no cartão SD ainda serão armazenados no armazenamento interno. Se você quiser armazenar arquivos de dados para aplicativos no cartão SD, você pode comprar a chave do app para desbloquear esse recurso, bem como recursos adicionais do aplicativo..

Use as setas traseiras na parte superior de cada tela no Link2SD para voltar à tela anterior. Você também pode usar o botão Voltar no seu dispositivo.

Para obter informações sobre o armazenamento interno e do cartão SD, selecione “Informações de armazenamento” no mesmo menu em que você acessou anteriormente “Configurações”. O item “SD externo” na lista é a partição de dados do seu cartão SD onde você pode armazenar arquivos de documentos, arquivos de mídia, etc. Todos os arquivos que você transferiu do seu PC para o cartão SD estão naquela partição. O “SD Card 2nd Part” é a partição de aplicativos, onde aplicativos serão instalados por padrão agora.

Quarto passo: mova aplicativos já instalados para o cartão SD

As possibilidades são que você provavelmente já tem alguns aplicativos já instalados em seu telefone que você gostaria de mover para o cartão SD.  Se entramos nas configurações do dispositivo e acessamos as “Informações da aplicação” (através do gerenciador de “Aplicações”), podemos ver que normalmente não podemos mover certos apps para o cartão SD. O botão “Mover para o cartão SD” está acinzentado.

No entanto, podemos ultrapassar essa limitação. Abra o app Link2SD u similar e procure na lista de aplicativos até chegar ao app que deseja transferir para o cartão SD e tocá-lo.

A “Informações do aplicativo” no Link2SD são semelhantes à tela de informações do aplicativo nas configurações do dispositivo, mas essa tela de informações do aplicativo nos permite mover o aplicativo para o cartão SD. Isso indica quanto espaço está sendo usado pelo aplicativo no armazenamento interno. A caixa de laranja mostra a quantidade de espaço que o aplicativo está usando no cartão SD. Queremos mover o máximo que pudermos para o cartão SD possível. Para fazer isso, clique em “Link/Mover para o cartão SD”. Uma tela de confirmação é exibida certificando-se de que queremos mover o aplicativo selecionado. Toque em “OK”.

Uma tela de progresso é exibida enquanto o aplicativo está sendo movido. A tela “Link para o cartão SD” permite que você especifique quais tipos de arquivos de aplicativos serão movidos e vinculados à segunda partição (Apps) do seu cartão SD. Deixe os três primeiros tipos de arquivo selecionados. Novamente, os dados internos só podem ser movidos se você comprar a versão paga dos apps, geralmente. Toque em “OK” para continuar.

Uma tela de progresso é exibida enquanto os links são criados. Toque em “OK” na tela seguinte. Você é retornado para a tela “Informações da aplicação”. Alguns dados podem continuar no armazenamento interno, mas geralmente serão transferidos em sua maioria para o armazenamento externo..

Se quiser mover qualquer aplicativo que você instalou diretamente no cartão SD ou movido do armazenamento interno para o cartão SD de volta para o armazenamento interno, basta abrir o app e abrir a tela “Informações da aplicação” para esse aplicativo e tocar em “Remover Link “. O aplicativo será movido para o armazenamento interno do dispositivo.

Depois de instalar e mover aplicativos para o cartão SD, você deve deixar o cartão no dispositivo ao usá-lo. Se você remover o dispositivo, qualquer aplicativo que você tenha movido para o cartão SD não será utilizável sem o cartão SD.

Isso pode parecer um processo complicado, mas se você tem um dispositivo Android com armazenamento interno limitado e tem um slot para cartão SD como nós, isso pode ser um salvador de vida. Comprar um cartão microSD com uma quantidade decente de armazenamento é muito mais barato do que comprar um novo dispositivo.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas. Estamos aqui para ajudar!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)