São três os principais ereaders disponíveis no Brasil: Lev, da Saraiva; Kindle, da Amazon; e o Kobo, da Livraria Cultura. Cada um oferece diferentes benefícios aos seus usuários, e nós vamos analisar e comparar todos os três para encontrar qual deles é o mais vantajoso para a compra de acordo com o que você precisa para suas leituras digitais.

Lev, Kobo, ou Kindle: design

Todos os 3 dispositivos seguem o mesmo design que se tornou padrão desde o primeiro Kindle que foi lançado. Um ereader é feito para ser discreto, minimalista, para se assemelhar o máximo possível de um livro físico. Aqui, o que ditará sua escolha será seu gosto pessoal por um modelo maior ou menos, com o Kobo sendo o modelo mais fino.O Leve tem um botão na parte frontal, o que pode facilitar um pouco a navegação, apesar do Kobo e do Kindle optarem por um sistema touch de fácil uso. Todos tem um acabamento plástico com pouca ou nenhuma diferença entre eles.

Repetimos que nesse quesito, a escolha é bem subjetiva e vai pelo gosto do comprador.

Kobo, Lev ou Kindle: desempenho e hardware

Os anos de desenvolvimento e as diversas iterações do dispositivo fizeram com que o Kindle tenha uma vantagem nesse quesito. A tela é bem responsiva ao toque, a definição está entre as melhores do mercado, e a facilidade de uso é grande. Como o Lev e o Kobo são mais novos e pouco otimizados, alguns comandos falham em muitos momentos, o que pode prejudicar um pouco a navegação ou precisão. Um destaque deve ser dado para a rapidez de transição de páginas no Kindle, em relação aos concorrentes. Todos os modelos de 6 polegadas tem uma boa resolução de tela, com destaque especial para o Kobo Aura, que tem a melhor resolução entre todos os modelos analisados.

Duas escolhas se fazem possíveis aqui: se desempenho é um critério importante para você, o Kindle é a melhor opção. Se resolução de tela é mais importante, vá com o Kobo Aura.

Como escolher ereader

Escolha um bom leitor de livros digitais e você terá acesso a ótimas bibliotecas digitais. (Foto: SOFTMIX Informática)

Lev, Kobo ou Kindle: armazenamento

Pela quantidade de livros que a memória de um ereader pode armazenar, podemos considerar todos os 3 modelos semelhantes em armazenamento. O Kindle tem uma memória interna fixa, não expansível, enquanto o Kobo e o Lev tem entradas para cartões de memória, possibilitando expandir o armazenamento. O Lev Neo tem o maior espaço de armazenamento interno, mas isso pode mudar com as próximas iterações dos dispositivos.

Não importa o armazenamento para quem vai ler só livros com muitos textos no ereader, porque esses arquivos de livros são bem leves e é possível armazenar até mais de 2 mil livros na memória interna dos dispositivos. Porém, se você quer ler livros com muitas imagens ou ler quadrinhos, a opção por modelos com slots de expansão para cartões microSD se torna necessária.

Lev, Kobo ou Kindle: biblioteca digital

Com programas de conversão, qualquer um dos dispositivos pode ter acesso aos mais diversos formatos de arquivos para leitura. Porém, não é todo mundo que tem a paciência ou o tempo para verificar quais arquivos seu ereader pode ou não pode rodar, muito menos fazer a conversão dos livros digitais comprados. Geralmente o Kindle é o mais limitado para formatos, tornando necessária a conversão de diversos tipos de arquivos antes da leitura no dispositivo. Já o Kobo e o Lev são mais abertos, com o bônus para o Lev que otimiza o PDF para a leitura no dispositivo.

A verdade é que nesse critério, qualquer um pode ser uma boa opção. É só você aprender um pouco sobre a conversão de arquivos para seu dispositivo de leitura. Podemos dizer que o Lev tem uma pequena vantagem aqui pela otimização para a leitura de PDFs, mas a vantagem é pequena.

Lev, Kobo ou Kindle: interface

A interface significa a facilidade de navegação e uso dos dispositivos, além da facilidade para organizar e acessar sua biblioteca de arquivos. O Kobo tem um visual mais trabalhado, com uma apresentação gráfica interessante do seu acervo, enquanto o Kindle e o Lev optam mais pela simplicidade. Na hora de fazer anotações, o Lev é o mais complicado, o Kindle o mais simples, e o Kobo o mais prejudicado pelo hardware não tão sensível ao toque.

Se anotações são mais importantes pra você do que a organização da sua coleção de livros, vá de Kindle. Se você se importa mais com a organização do que a digitação de anotações, vá de Kobo.

Lev, Kobo, ou Kindle: duração da bateria

Por usarem telas de E ink, a bateria de todos os dispositivos tem uma duração considerável, mesmo quando as luzes de leitura de alguns dos modelos estão ligadas. Diferente de um smartphone ou tablet, ereaders podem ficar semanas sem serem recarregados sem muitos problema.

Todos os três são boas opções quanto a duração da bateria, sem uma grande diferença de duração entre os dispositivos.

Lev, Kobo, ou Kindle: conectividade

Todos os modelos possuem pelo menos conectividade via WiFi e via USB, o que torna fácil transferir arquivos entre os dispositivos. Merece destaque aqui o Kindle, que tem modelos com conectividade via redes móveis de telefonia, o que pode ser uma grande vantagem para quem está sempre viajando ou fica longe de redes WiFi por muito tempo.

Todos são boas opções nesse critério, com uma vantagem para o modelo Kindle com conectividade em redes de celular móveis, principalmente para quem vive fora de casa e longe de redes WiFi.

Lev, Kobo, ou Kindle: preço e disponibilidade

Os modelos mais simples dos dispositivos estão sempre na mesma faixa de preços, enquanto os modelos intermediários e topo de linha tem diferenças maiores de preço. Porém, as diferenças são tão poucas que os outros critérios acabam se tornando mais importantes na hora da escolha do modelo ideal para você.

Qual é o melhor modelo para escolher?

Gosto pessoal é algo muito subjetivo, e podemos ver que há um equilíbrio nos destaques entre os diversos dispositivos. Muitos são os que dão a vitória para o Kindle, por entregar uma experiência mais completa e equilibrada, assim como um ecossistema mais rico. Afinal, a Amazon é uma das, senão a maior livraria de livros digitais no mundo (contando os títulos em outras línguas). Porém, o Kobo e o Lev também entregam boas experiências e podem entregar até um desempenho melhor em alguns aspectos, o que deixa a escolha mais difícil.

Quem quiser fazer uma boa escolha, basta passar por cada um dos itens que colocamos na nossa lista, e ver quais deles são mais importantes para você. Pesando um por um com certeza você vai encontrar o melhor modelo para suas necessidades.

Quais dispositivos vocês escolheram? Por que? Quais foram os critérios mais importantes na sua avaliação?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)