A comunidade Android é muito forte ao redor do mundo, principalmente entre os desenvolvedores e pessoas interessadas em personalizar o sistema para seus gostos. Mas para personalizar seu sistema, você vai descobrir que boa parte destas personalizações precisam do “root” do Android. Mas como fazer o root do Android? O que afinal é o root?

O “root” (raiz/enraizamento, em tradução livre) possibilita ao usuário ter acesso à raiz do sistema Android no computador. De fábrica, esta raiz vem protegida contra modificações para evitar que pessoas e programas mal intencionados modifiquem e até danifiquem seu celular. Com essa liberdade, você pode também deletar programas do sistema, instalar ROMs customizadas e muito mais com seu aparelho Android.

O primeiro risco que você já corre ao fazer o root em um aparelho Android é que, dependendo da técnica utilizada, você perderá a garantia de seu aparelho. Isso é descoberto porque a cada vez que você faz o “root” em seu Android há um contador ao qual técnicos tem acesso com alguns códigos e programação. Você precisa ter consciência plena do método que está utilizando e a garantia de seu Android para fazer o “root” com segurança e usar um método que não modifique o contador.

Root Android

Ao fazer o root, você conseguirá manipular o sistema operacional e deixá-lo mais com sua cara, levando os devidos cuidados em consideração. (Foto: www.techfreeks.com)

Já um segundo risco possível é o “brick” (tijolo, em tradução livre). Quando a modificação dá errado, já que você está acessando o sistema Android que está armazenado no circuito do aparelho e não na memória “normal”, você corre o risco de inutilizar o sistema operacional e assim, ter um celular que não funciona. Há como recuperar um celular que sofreu “brick”, porém, é um processo que pode ser caro ou exigir muito conhecimento por parte do usuário para fazê-lo.

Um “root” bem planejado, com muitas pesquisas pela internet e utilizando o programa certo para o seu modelo de celular, é muito difícil “brickar” seu aparelho. Mas a partir do momento que você fizer o “root”, toda e qualquer modificação e instalação de aplicativos deve ser bem pensada para não danificar seu aparelho e tomar um prejuízo.

O “root” é seguro para quem tem tempo e paciência de pesquisar sobre o assunto, com muitos ganhos para o usuário.

Um comentário para “É perigoso fazer root no Android?”

  1. Paulo Bento

    Gostei da materia do root muito util

    Responder

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)