Como recuperar fotos excluídas do celular? Sem root!

Escrito na categoria "Aplicativos para celular" por André M. Coelho.

Todos nós já apagamos fotos, vídeos ou arquivos por acidente. Não entre em pânico! Você pode aprender como recuperar fotos apagadas e recuperar fotos excluídas do celular sem root. São diversas maneiras existentes para recuperar seus dados, para recuperar as fotos excluídas do celular Motorola, samsung, Nokia, LG e qualquer outro. O tempo é sempre essencial: não armazene qualquer outra coisa no seu dispositivo ou desligue até que você tente a recuperação do arquivo deletado. Desligue sua conexão Wi-Fi e a internet móvel 3G/4G para que nenhuma atualização automática atrapalhe a recuperação de dados do seu celular..

Como recuperar dados deletados de celulares Android sem root?

Se você não sabe o que isso significa, seu celular provavelmente não tem root. Depois de ter verificado o óbvio, como olhar no Lixo do seu aplicativo de fotos, que armazena arquivos da sua galeria até que seja esvaziado, o próximo passo é conectar o telefone a um PC e executar um aplicativo de recuperação de arquivos. No entanto, há um pequeno problema com isso: depois da versão do Android Ice Cream Sandwich (4.0), o Android abandonou o Protocolo de Armazenamento, e alguns métodos de recuperação experimentados e testados abaixo não vão funcionar mais. Não se preocupe, porém, porque nós temos uma solução.

Se o arquivo (s) que você está procurando estavam no cartão de memória, você pode usar um adaptador de cartão micro SD para anexar seu microSD via USB no computador, ou conectando a um leitor de cartões. Então baixe o programa Recuva (você pode usar a versão paga ou gratuita), que é um programa para recuperar arquivos. Você também pode usar outros programas, como o Coolmuster ou Wondershare Dr. Fone (que pede root, mas está disponível para Mac e PC).

Normalmente, para a maioria destes programas funcionarem, seu cartão microSD deve ser formatado como FAT32, NTFS ou similar. Se o seu formato de cartão de memória não é reconhecido por algum motivo, você pode fazer uma cópia completa do seu conteúdo para o seu computador, formatar o cartão de memória como FAT32 e, em seguida, colocar os arquivos de volta.

Cuidados ao recuperar fotos de celulares

Recuperar dados perdidos não é tão difícil, mas é assumir um risco, em alguns casos, que pode não valer a pena. (Foto: www.droidviews.com)

Quando você rodar o Recuva ou algum programa similar, a primeira coisa a fazer é selecionar o tipo de arquivo que você deseja recuperar: fotos, vídeos, músicas, documentos, etc. A opção para restaurar a partir de um local específico está disponível e você pode até mesmo definir uma pasta específica para tentar a recuperação de dados. Basta que você siga as instruções dadas na tela pelo programa.

Importante: quando terminar de recuperar seus arquivos apagados, tente salvá-los em um dispositivo diferente daquele em que foram originalmente perdidos: às vezes, isso pode causar conflitos e dificultar a recuperação. Então, se você estiver recuperando arquivos de seu smartphone, grave-os no disco rígido do PC e depois faça a transferência.

Preferencialmente, sempre use aplicativos de armazenamento na nuvem, salvando automaticamente fotos, vídeos e documentos.

Se o arquivo que você deletou estava no armazenamento interno do celular, não se preocupe. Se você ainda não tiver ativado as opções de desenvolvedores em Android, vá para Configurações -> Sobre o telefone -> Número da Versão/Versão e depois, toque no número por sete vezes. Uma vez feito isso, vá em Configurações -> Opções de Desenvolvedor, e ative a função Depuração USB. Agora você deve ser capaz de usar um aplicativo como o Wondershare Dr Fone para fazer a varredura de seu dispositivo. e encontrar os arquivos deletados.

Os programas acima (e outros) podem funcionar também para aparelhos com Windows Phone, e há programas específico para o iOS de iPhones e iPads, mas pode exigir que você faça o jailbreak do celular, perdendo a garantia. Cuidado!

Como recuperar dados deletados de celulares Android com root?

Existem vários aplicativos na Play Store, mas os mais conhecidos são o Undeleter e o Dumpster, ambos simples e fáceis de usar. O Undelete, outro programa, é disponível também para computadores, e vai te ajudar bastante. O procedimento é mais ou menos o mesmo com os aplicativos. Apesar de alguns serem independentes dos computadores, recomendamos que você use um programa de computador para ajudar e armazenar os arquivos perdidos.

A primeira coisa a fazer é selecionar o dispositivo de armazenamento a partir do qual você deseja recuperar os seus dados (pode ser memória interna ou externa). Então você pesquisa no dispositivo selecionado. O processo pode demorar entre dois e 10 minutos, dependendo do seu tamanho da memória e da quantidade de dados armazenados. Quando terminar, você será presenteado com dados recuperáveis ​​em várias guias: Arquivos, imagens, música, vídeos, documentos e arquivos. A recuperação retorna os dados para o seu lugar de origem, ou seja, onde ele foi salvo antes de ser perdido. Esta opção pode só funcionar parcialmente se houver um problema com a sua memória. Nesse caso, use o Recuva, Wondershare ou outro programa de recuperação.

Se você não conseguiu recuperar os dados, pode procurar um técnico também. E pesquise bem antes de sair fazendo a manutenção por conta própria, pois não nos responsabilizamos por qualquer coisa que der errado no seu smartphone ou tablet. Se os programas acima não funcionaram, é provável que o arquivo já tenha ido embora para sempre.

Como foi a recuperação dos dados? Nossas dicas funcionaram? Deixe nos comentários!

Sobre o autor

Autor André M. Coelho

Quando André entrou na faculdade em 2004, notebooks eram ainda muito caros. Para anotar as informações, buscou opções, encontrando no Palm Zire 72 um aparelho para ajudá-lo a registrar informações das aulas. Depois, trocou por um modelo de celular com teclado, Qtek quando o 2G e o 3G ainda engatinhavam no Brasil. Usou o conhecimento adquirido na pesquisa de diferentes modelos para prestar consultoria em tecnologia a diversas empresas que se adaptavam para o mundo digital. André passou ainda por um Samsung Omnia, um Galaxy Note II, e hoje continua um entusiasta de smartphones, compartilhando neste site tudo que aprendeu.

Deixe um comentário